Terça, 27 de Outubro de 2020 23:12
42 9.8848-9296
Geral Gastronomia

Cervejas puro malte ou industrializadas, qual a melhor?

As cervejas artesanais ganham cada vez mais espaço no mercado brasileiro, conquistando o coração e o paladar dos consumidores

24/08/2020 16h38
145
Por: Redação Fonte: Redação
Afinal, será que a cerveja puro malte é melhor do que as demais?
Afinal, será que a cerveja puro malte é melhor do que as demais?

As cervejas puro malte conquistaram de vez o paladar dos brasileiros e estão se tornando cada vez mais populares. Ler as inscrições ‘puro malte’ no rótulo de uma cerveja é considerado um indicativo de qualidade para muitos consumidores. Tradicionalmente, elas são fabricadas por cervejarias artesanais, mas grandes indústrias também estão começando a apostar no segmento. Afinal, será que a cerveja puro malte é melhor do que as demais?

“Não se pode dizer que a cerveja puro malte é melhor, pois depende muito do gosto do consumidor, mas é possível afirmar que ela é uma cerveja mais saborosa e encorpada”, afirma Maycon Dôlevan, sócio-proprietário da Stark Cervejaria.

Ele explica que a diferença está na composição da cerveja, que utiliza apenas cereais maltados como a cevada e o trigo. “A cerveja puro malte é produzida com 100% de malte, ao contrário de muitas cervejas industrializadas em que são acrescentados adjuntos cervejeiros de outros cereais para deixar a cerveja mais leve, clara e refrescante”, destaca. “Isso não significa que a cerveja puro malte seja amarga, mas sim que é uma cerveja mais saborosa por ser produzida com a clássica receita: malte de cevada, água e lúpulo”, acrescenta.

Para Maykon, o público das cervejarias artesanais é fiel à marca e às suas cervejas favoritas. “O consumidor de cerveja artesanal busca um produto diferenciado e de qualidade, que atenda ao seu gosto e paladar, e fiel ao estilo cervejeiro de sua preferência. Por exemplo, alguns consumidores apreciam apenas a Pilsen Puro Malte, enquanto outros preferem tomar somente a cerveja IPA. Existem sim fidelidade dos consumidores aos padrões de qualidade e estilos de uma boa cerveja artesanal”, comenta.

Um desses consumidores fiéis é Lincoln Moro. Ele releva que o seu consumo de cerveja é quase totalmente voltado para as puro malte, em especial de micro cervejarias e fabricação artesanal. “Essas cervejas da indústria, são na sua maioria muito pobres em sabor, amargor e aromas. Eu preferi partir para as puro malte, porque é um mundo totalmente diferente, uma experiência boa de beber cerveja. Digamos, tenho bebido menos, porém com muita qualidade”, resume.

Ele acredita que as cervejas puro malte são melhores e que a grande diferença está no sabor. “Beber cervejas artesanais é uma experiência muito diferente, principalmente a nível sensorial. Você abre o paladar e o olfato para novos sabores e aromas, identifica melhor o que foi utilizado para fabricar a cerveja, o gosto na boca fica mais marcante e perdura por mais tempo”, defende. “Ao passo em que a cerveja tradicional traz quase nada de sabor. É apenas bebida amarga, produzida com a intenção de mascarar qualquer sabor que possa existir. Ela é consumida bem gelada, porque assim o paladar não consegue identificar o que tem de ruim nela”, compara.

Embora as cervejas artesanais representem apenas 1% do mercado de cervejas só no Brasil, Lindon destaca o crescimento nos últimos anos. “O consumidor, de maneira geral, tem buscado por qualidade nos produtos e a cerveja tem sido um grande atrativo, normalmente os estabelecimentos combinam a cerveja com uma boa gastronomia e harmonizações. Eu vejo isso com bons olhos, é sinal de que o mercado está começando a se abrir mais para esses pequenos fabricantes de cerveja”, enfatiza.

Stark Cervejaria 

A Stark Cervejaria foi fundada em outubro de 2019, quando o empresário Ruy Pauli, que já trabalhava com chopp artesanal há vários anos na cidade em Irati, decidiu acreditar no potencial do mercado cervejeiro de Ponta Grossa e investir no município. Nessa empreitada, reuniram-se mais dois sócios apaixonados pela produção de cerveja artesanal, o empresário Wilson Ramos e o advogado Maycon Dôlevan, que juntos abraçaram o ideal em produzir uma cerveja artesanal, de qualidade e 100% natural.

Atualmente, a produção é feita parceria com a Queen’s Cervejaria Artesanal, fábrica de longa experiência no ramo cervejeiro, responsável por toda a produção da Stark Cervejaria.

Para atender o gosto de diversos consumidores, a Stark oferece diversos estilos de chopp, entre eles o American Pilsner, Pilsen Puro Malte, Pale Ale, IPA, Weiss, Frambeer (chopp de framboesa) e também os sazonais como o Session IPA e o Poter Cacau Avelã. Com assessoria.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias